As doenças respiratórias crônicas são a nova epidemia da atualidade. Junto com as outras doenças crônicas, rinite, asma e doença pulmonar obstrutiva (DPOC) acometem pacientes de todas as idades no mundo e são os novos desafios para a Organização Mundial da Saúde.
Entre os brasileiros, 30% referem sintomas e/ou sinais de rinite, 20% de asma e 15% daqueles acima dos 45 anos de DPOC. Falta de ar, cansaços aos esforços, tosse crônica e entupimento nasal persistentes prejudicam o dia-a-dia de milhões de pessoas portadoras destas enfermidades. Muitas nem sabem que tem este diagnóstico, com qualidade de vida ruim e risco de morte decorrente destas doenças respiratórias crônicas.
Apesar de nnão serem curáveis, pacientes adequadamente diagnosticados e tratados podem melhorar muito o seu cotidiano e levar uma vida normal. Ou quase normal. Existem medicamentos efetivos e eficazes que agem na inflamação responsável pelos sintomas destas doenças respiratórias. O tratamento em geral é contínuo, e evita crises graves que levam a pessoa ao serviço de urgência/emergência.
O Centro de Pesquisa Clínica Stelmach trabalha com empresas que pesquisam e produzem medicamentos que tratam estas doenças crônicas respiratórias. Os estudos clínicos realizados neste Centro dedicado a estas enfermidades colaboram com os esforços mundiais de controla-las.
E para mudar o dia-a-dia de milhões de brasileiros.

 

 

 

PulsarDesign